Novo cartão

Agora sim, um novo cartão de visitas com a vibe que eu queria e falando das coisas boas nas quais posso ajudar as pessoas. cartao

Anúncios

Walpurgis

Refletindo sobre as estações, lembro que

no reino dos seres elementais, das fadas,

tudo é  inverso e o avesso do nosso, eles mesmos dizem.

Mas nem precisamos ir para o outromundo para testemunharmos uma inversão:

nosso lindo planetinha,

como uma pilha-bateria,

nos mostra diariamente que

no hemisfério de cima, o sol gira para um lado,

no de baixo, para o outro.

Que o hemisfério de baixo tem calor

enquanto o de cima passa frio.

Complementaridades

duas faces opostas unidas pelo aço de um espelho

– divididas pelo véu da percepção

ou onze horas num avião da United.

 

Aqui, hoje, Beltane.

Nosso Beltane do sul é escorpionino

É mais safado, ferrenho, sedento,

misterioso e mórbido. Mas é Beltane.

Porque o que vem a seguir, é mais calor e mais vida.

Quem lê muito (ou vê e sente) sabe

que são  duas as datas onde o véu entre Este

Mundo e o De Lá vira um nada de um fio de linha:

Samhain e Beltane.

Grandes marés de poder quando

fadas e espíritos atravessam as linhas, os véus e os espelhos.

 

Faço massagem sueca com um massagista sueco.

(Sei que sou sortuda)

Ele ontem me perguntou do Halloween. O que eu acho?

Comento que para mim  a energia é a do oposto, Beltane, que corresponde ao 1º de maio para o norte.

E ele então me conta que, na Suécia, um país com fortes resquícios Pagãos,

o dia das bruxas mesmo é o 30 de abril,

quando fogueiras imensas são acesas por todo o país

porque as bruxas estão se reunindo.

E o povo se diverte bebendo e cantando e iluminando com fogueiras a chegada da primavera.

(O fogo é um portal para a Grande Branquidão e a Escuridão do além e também um protetor contra tudo de ruim que pode vir colar em nós numa noite de poder.)

Uma celebração que em sueco se chama Valborg

Mas a gente também conhece por Walpurgis.

No folclore germânico, a Walpurgisnacht,

a noite entre 30 de abril e 1º de maio,

é quando as bruxas de reúnem no pico de Brocken e festejam com seus deuses.

Como tantas datas  do norte da Europa, a força do dia é celebrada na noite da véspera.

31 de outubro/1º de novembro * 30 de abril/1º de maio

Duas noites de energia muito poderosa e espelhada,

que vale para qualquer ponto onde você estiver no globo,

“Nas quais, todos que partilhem da reunião do sabá serão aqueles cujo contato com o mundo sutil será estabelecido e gradualmente se fortalecerá.”

Nosso Beltane do sul carrega muito bem essa energia de Walpurgis.

Não é preciso importar e inverter datas e rodas quando nossa natureza de poder funciona perfeitamente bem.

Celebremos então o amor, celebremos a fertilidade da terra

e a natureza mística, oculta e profunda do sexo e da morte.

Feliz Beltane! Feliz Walpurgis!

 

Noite de Walpurgis

“(…) A terra escura se espalhou como uma tapeçaria antiga

Não passava de uma negrura sem fim, grávida de vida invisível.

Na escuridão, surgiram fogos em tal número

Que as estrelas acima poderiam ter pensado a terra como espelho delas.

E os pés de Walpurga se moviam nos espaços escuros entre os fogos

Pés tão jovens, pisando uma terra mais antiga do que ela podia imaginar.

Nos locais iluminados pelas chamas, as coisas vivas levantavam voo

Até a longa sombra do Brocken, que alcançava o sonho de qualquer pessoa.

Elas voavam, levando com elas a história inteira do mundo.

 Quem escuta a verdadeira história do mundo? Quem voa para os braços

Do Mestre de uma história tão comprida e antiga? Quem tem tamanha coragem?

Que bruxa ou vidente conseguiria suportar a terrível visão

Do verme devorador chamado Esquecimento? (…)”

 

Noite de Walpurgis em Thingstätte na Montanha Sagrada em Heidelberg, 30 de abril 2007

Noite de Walpurgis em Thingstätte na Montanha Sagrada em Heidelberg, 30 de abril 2007

**os trechos entre aspas são retirados do livro “Letters from the Devil’s Forest: An Anthology of Writings on Traditional Witchcraft, Spiritual Ecology and Provenance Traditionalism” de Robin Artisson.